Construindo medidas dinâmicas para as visualizações do Power BI

Um dos maiores desafios ao se desenvolver painéis administrativos é aproveitar bem o espaço das páginas e, ao mesmo tempo, exibir a informação de forma completa e objetiva. Neste post vamos ensinar uma alternativa para exibir valores distintos em um único gráfico utilizando-se medidas dinâmicas no Microsoft Power BI. Isso possibilita que o usuário troque a medida dos gráficos de um relatório de forma dinâmica através de um filtro do tipo “slicer”.

A solução

Para a criação deste exemplo nós utilizamos a base de dados da Microsoft “Adventure Works DW” (é possível baixa-la aqui). A solução desenvolvida é composta de: três medidas em DAX contendo os cálculos que desejamos apresentar; uma tabela auxiliar que irá funcionar como dimensão para o filtro que seleciona a medida dinamicamente, ou seja, essa tabela é basicamente uma lista com os nomes das medidas; por último, mas não menos importante, a medida dinâmica que será utilizada no gráfico.

Criação das medidas

Após a importação dos dados para o Power BI, criamos 3 medidas utilizando a tabela FactInternetSales. As medidas são bem simples e acredito que não requerem mais explicações.

Lucro:
Lucro = SUM(FactInternetSales[SalesAmount]) – SUM(FactInternetSales[TotalProductCost])

Quantidade:
Quantidade = SUM(FactInternetSales[OrderQuantity])

Total Vendas:
Total Vendas = SUM(FactInternetSales[SalesAmount])

Criação da tabela auxiliar

Como dito anteriormente, essa tabela será responsável por possibilitar a seleção da medida por parte do usuário. Sendo assim, ela nada mais é do que uma lista com os nomes das medidas que você deseja disponibilizar no seu relatório. Para criação da tabela utilizamos a funcionalidade de entrada manual de dados, conforme a imagem abaixo:

Criação da medida dinâmica

Vamos criar duas medidas: uma, que chamamos de MedidaFiltrada, para retornar o ID do item da tabela auxiliar que foi selecionado pelo usuário; e outra (chamada MedidaDinamica) para, a partir deste ID, selecionar a medida correta para apresentar no gráfico.

Medida Filtrada:
MedidaFiltrada = MAX(TabelaMedidas[ID])

Obs.: Na formula acima foi utilizada a função MAX simplesmente para se retornar um único valor de ID, mas repare que, uma vez que sempre teremos um filtro selecionado, essa função não está realizando cálculo algum.

Medida Dinâmica:
MedidaDinamica = SWITCH( [MedidaFiltrada];
1; [Total Vendas];
2; [Quantidade];
3; [Lucro]
)

Criação do filtro

Por último, basta desenhar o relatório com os gráficos que desejar e utilizar a medida dinâmica onde for conveniente. Para que o usuário posso trocar entre as opções de medidas, precisamos disponibilizar os botões que ele irá utilizar para tal. A nossa sugestão é utilizar um objeto do tipo de filtro e configura-lo com a nova funcionalidade de exibição responsiva, para que assim ele apareça como grandes botões de opções na tela.

Na imagem abaixo, selecionamos a opção de filtro e escolhemos o campo com o nome da medida na tabela auxiliar que criamos (TabelaMedidas).

Dica: Para formatar o filtro deixando com aparência de botão, deve se acessar a guia de formatação e no ítem Orientação selecionar a opção Horizontal.

Resultado

Veja abaixo o resultado final do relatório produzido para este post. Nele colocamos três visualizações diferentes (um gráfico, um treemap e um mapa), todas utilizando a medida dinâmica que criamos. Repare que através dos botões no canto superior direito podemos facilmente trocar qual a medida exibida pelas visualizações.

Live Demo

É possível encontrar um exemplo prático desta medida dinâmica nesta publicação na comunidade oficial do Microsoft Power BI (Link).

Microsoft segue como líder no quadrante mágico do Gartner

No dia 27 de Fevereiro de 2018 a Microsoft foi anunciada pela 11ª vez consecutiva como líder no Quadrante Mágico do Gartner para Analytics e Plataformas de BI.

A conquista é um marco importante que exalta a liderança da Microsoft em inovação, execução ágil e metodologia visionária para entregar os mais altos valores aos usuários e ao mercado.

E que forma melhor de mostrarmos esse histórico de sucesso do que utilizando alguns recursos legais do próprio Power BI ?! Abaixo disponibilizamos um relatório de Power BI feito pela MLSoft para mostrar a evolução de todos os players de BI ao longo dos anos de análise do Gartner. Para quem não conhece esse recurso basta clicar no botão de “play” na parte inferior do gráfico e assistir a movimentação das bolinhas do gráfico. Também é possível selecionar uma bolha específica para ver o traçado dela.

Teste você mesmo!

Evolução do posicionamento das Empresas



Gostou? Você também pode compartilhar através dos links na própria ferramenta!

O Power BI atualmente transformou a forma de analisar os dados em todo o mundo com seu modelo de Self-Service BI. As principais razões para que o Power BI fosse escolhido como principal plataforma de análise de dados são:

  • Bom custo-benefício: Usuários podem usufruir de vários recursos do Power Bi gratuitamente através do Power BI Desktop, pequenas organizações podem obter licenças individuais por um baixo custo mensal ou investir no Power BI Premium de acordo com sua necessidade.
  • Analise completa: A ferramenta oferece ao usuário a capacidade de transformar e utilizar os dados de diversas formas, permitindo a entrega de vários insights para a organização. Além disso a ferramenta permite conectar com as mais diversas fontes de dados, seja Microsoft ou de terceiros.
  • Gerenciamento centralizado: As empresas podem compartilhar seus relatórios com facilidade em um ambiente único e integrado. O modelo self-service possibilita a construção de análises de forma ágil enquanto a TI pode continuar mantendo a governança no ambiente.
  • Escala Global: Com o Power BI a organização tem a capacidade de compartilhar relatórios em qualquer parte do mundo com agilidade e confiabilidade.
  • Governança, segurança e conformidade: O Power BI conta com uma plataforma na nuvem Microsoft compatível com os padrões e certificados mais rigorosos, além de manter seus dados seguros e controlar como ele é acessado e utilizado.

Por último, é de se impressionar a quantidade de retorno e dedicação que vemos da comunidade de usuários de Power BI. Desde Julho de 2015, a Microsoft trabalha para dar retorno a todas as ideias dadas pela comunidade, que já somam mais de 6.000. Além disso, as organizações ao redor do mundo compartilham soluções criadas em Power BI (mais de 250 atualmente), colaborando com o enriquecimento do conhecimento dos usuários.

Novidades do Power BI – Março 2018

Power BI


Como a maioria de vocês deve saber, o Power BI é uma ferramenta de BI self-service da Microsoft que sofre constantes atualizações. De fato, esse trabalho da equipe de BI da Microsoft foi muito bem recompensado na última avaliação da Gartner para Business Intelligence e Analytics, colocando a empresa como líder isolada na solução. (Em breve faremos um post aqui sobre esse assunto).

Seguem abaixo as principais novidades implementadas em Março de 2018:

Além das melhorias de relatórios, podemos citar:

  • Conectividade de dados (recursos que saíram do beta):
    • Conector do SAP HANA.
    • Conector do SAP BW.
    • Conector do Azure Analysis Services.

  • Erros Power BI
    • Melhorias no envio de erros à Microsoft.
    • Opção de verificar os erros encontrados anteriormente

 

Utilizar uma página como tooltip

Das atualizações de relatórios, na minha opinião, o maior destaque foi a utilização de página como tooltip. Para quem ainda não conhece, o tooltip (dica de ferramenta em português) no Power BI são aquelas informações que aparecem ao arrastar o cursor do mouse sobre um gráfico.

Para utilizar a nova funcionalidade, siga os passos abaixo:

  • Marque a opção Report Page Tooltips na aba de Preview Features (Recursos de Visualização).

  • Crie uma nova página habilite a opção tooltip que estará disponível na aba Format, da seção Page Information.

  • Na aba Fields, na seção Filters,  arraste  para o Tooltip fields o campo no qual deseja que seja utilizado o recurso.

  • Ao arrastar o curso sobre um gráfico na página principal do relatório, note que a página criada será apresentada no local das informações de tooltip.

Voltar ao topo

 

 

Possibilidade de esconder o cabeçalho dos gráficos no modo de visualização.

Para aqueles relatórios onde são utilizados muitos elementos, é possível observar que, ao clicar neles, as bordas sobrepõem outros gráficos. O Power BI agora possibilita a opção de esconder essas bordas.

  • Na tela de opções vá em Report Settings (Configurações de Relatório) e marque a opção Hide the visual header in reading view (Ocultar o cabeçalho visual em modo de leitura).

  • O recurso fará com que as bordas não apareçam no momento de visualização do relatório na web.
Opção desmarcada
Opção marcada
Voltar ao topo

 

 

Opção de apresentar campos numéricos em precisão personalizada em tabelas e matrizes

Este novo recurso possibilita a customização dos campos de valores da coluna em uma tabela ou matriz.

    1. Campo que deseja customizar
    2. Casas decimais que deseja mostrar
    3. Cor da Letra
    4. Cor do fundo
    5. Alinhamento

Voltar ao topo

 

 

Melhoria no posicionamento dos gráficos no momento da criação

Anteriormente, quando era inserido um novo gráfico em uma página com pouco espaço, o mesmo era posicionado sobre os demais.

Com a nova atualização, o gráfico é redimensionado de forma que ocupe apenas o espaço livre, otimizando a visualização e a criação de relatórios.

Voltar ao topo